Márcio Pinheiro/SESA
Márcio Pinheiro/SESA

Agência de saúde dos EUA autoriza o uso de hidroxicloroquina e cloroquina contra o coronavírus

Food and Drug Administration aprovou de forma emergencial os medicamentos para pacientes em estado grave

Christopher Rowland, Washington Post

30 de março de 2020 | 20h33

A Food and Drug Administration, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, aprovou de forma emergencial um plano do governo Donald Trump para distribuir milhões de doses de medicamentos contra malária a hospitais em todo o país, dizendo que vale a pena arriscar tratamentos não comprovados para retardar a progressão do novo coronavírus em pacientes em estado grave.

Houve apenas alguns poucos estudos que mostram um possível benefício dos medicamentos hidroxicloroquina e cloroquina para aliviar os sintomas respiratórios agudos da covid-19 e limpar o vírus de pacientes infectados.

Especialistas em saúde alertam que os efeitos colaterais conhecidos dos medicamentos podem se tornar mais comuns com um uso muito mais amplo. Em particular, dizem eles, pacientes com problemas cardíacos existentes ou que tomam certos medicamentos, como antidepressivos que afetam o ritmo cardíaco, correm o risco de um episódio fatal. Os especialistas recomendam a triagem antes que os medicamentos sejam prescritos para evitar mortes relacionadas ao medicamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.