Nasa/Reprodução
Nasa/Reprodução

Agência Espacial Europeia construirá radar para detectar lixo espacial

Objetivo é evitar as colisões dos fragmentos com satélites e outros aparatos que ficam no espaço

Efe,

13 Setembro 2012 | 12h26

A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) informou nesta quinta-feira, 13, que impulsionará a construção de um radar experimental que permitirá detectar no espaço os fragmentos de resíduos espaciais, o que facilitará que sejam desviados pelos satélites.

 

O projeto "permitirá provar e validar novas técnicas para monitorar a posição dos fragmentos de lixo espacial", indicou em comunicado o responsável do programa preparatório da ESA para Conhecimento do Meio Espacial, Nicolas Bobrinsky.

 

A rápida detecção e monitoração dos fragmentos de lixo espacial permitirá avaliar os riscos de que impactem com outros satélites e alertar a tempo os operadores para que realizem manobras de evasão, acrescentou a ESA.

 

O novo radar, que contará com dois centros nos arredores de Paris, terá um custo de 4 milhões de euros e será construído pelo centro de pesquisa francês ONERA junto com cinco sócios industriais de Espanha, França e Suíça.

 

Em março deste ano, a Agência Espacial Americana (Nasa) iniciou o rastreamento de cerca de 22 mil objetos que na órbita terrestre. No entanto, segundo a Nasa, ainda existem milhões de fragmentos rondando o espaço, como consequência de décadas de diferentes viagens espaciais.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.