Divulgação
Divulgação

Agência europeia quer divulgar benefícios de Estação Espacial

Com crise financeira, fica cada vez mais difícil justificar gastos para manter operações no espaço

Reuters

04 de maio de 2012 | 14h49

BERLIM - A Agência Espacial Europeia planeja realizar uma campanha para tornar as pessoas mais conscientes dos benefícios de gastar o dinheiro público na Estação Espacial Internacional (ISS).

 

A lista de produtos e tecnologias com origens na pesquisa especial é longa, indo de colchões a termômetros de orelha. Em um mundo com dificuldades para pagar a conta da crise financeira, no entanto, os bilhões de dólares gastos na exploração do espaço estão cada vez mais difíceis de serem justificados.

 

O plano de marketing é uma indicação de que os cientistas espaciais estão preocupados com possíveis cortes no orçamento das agências espaciais, e preocupados com que a contribuição delas ao crescimento econômico não seja reconhecida por completo.

 

"Isso frustra as pessoas porque sabemos que temos um ativo de valor", disse o diretor da Estação Espacial Internacional, na Nasa, Mark Uhran, em uma conferência em Berlim reunindo cientistas dos 14 países que financiam o projeto.

 

A Agência Espacial Europeia estima que a conta da estação espacial atinja cerca de 100 bilhões de euros (US$ 131,53 bilhões), incluindo os custos de manutenção para os próximos 10 anos. A parcela europeia de 8 bilhões de euros, segundo a agência, equivale a 1 euro por dia de cada europeu - menos do que o preço de uma xícara de café.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.