Agenda: Brasil participa de encontro da ONU sobre aids

A definição clara de populações vulneráveis à aids e de prazos para cumprimento de metas são dois pontos que o Brasil vai defender na 26ª Sessão Especial da Assembléia Geral das Nações Unidas em HIV e Aids, que começa hoje em Nova York. O Brasil também prega o uso da Trips, acordo que flexibiliza a produção de remédios protegidos por patentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.