Agenda: Começa hoje 1º Congresso da Rede Nacional Samu

Com o objetivo de reunir equipes de todo o país para troca de experiências, avaliar o desempenho e melhorar a qualidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192), o Ministério da Saúde promove em Brasília (DF), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o I Congresso da Rede Nacional Samu 192. O evento tem início hoje, e a abertura oficial será feita pelo ministro da Saúde, Saraiva Felipe, amanhça, às 20h. Mais de 1,3 mil profissionais, entre membros das equipes do Samu no país, coordenadores de urgência, gerentes e secretários municipais e estaduais de saúde, membros de universidades, bombeiros e representantes da Polícia Rodoviária Federal, Marinha e Aeronáutica, estão inscritos no evento. De 20 a 23 de março, estarão em debate temas como organização regional, importância dos comitês gestores, regulação médica, organização dos serviços, capacitação e educação permanente dos trabalhadores no decorrer. Também entrarão em debate questões sobre como lidar com a morte e o luto no atendimento pré-hospitalar móvel. Lançado pelo Ministério da Saúde em setembro de 2003, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) contribui para mudar o perfil do atendimento de emergência e urgência no Brasil. O programa, criado pelo Ministério da Saúde, ajuda a reduzir as mortes e seqüelas decorrentes de acidentes e outras situações de risco. O Samu é um serviço que chega rapidamente às pessoas, em qualquer lugar onde se encontrem, após um acidente ou qualquer problema de saúde urgente que possa levar ao sofrimento ou até mesmo à morte. O atendimento é feito por equipes de profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas) que recebem as chamadas, gratuitas, feitas pelo telefone 192. Os pedidos são atendidos nas centrais de regulação por um médico, presente 24 horas por dia. Atualmente, 82,3 milhões de brasileiros em 604 municípios de 24 estados e Distrito Federal estão cobertos pelo programa. A implantação do Samu acontece sempre após a realização de cursos de capacitação para médicos reguladores. As informações são da Agência Saúde.

Agencia Estado,

20 de março de 2006 | 13h43

Tudo o que sabemos sobre:
agenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.