Alagoas inutiliza 9 mil doses de vacina após blecaute

Do total recolhido, 1.450 são contra o vírus H1N1 e 2.770 contra paralisia infantil

Agência Brasil

08 Junho 2010 | 19h45

BRASÍLIA - As autoridades de saúde de Alagoas descartaram mais de 9 mil doses de vacinas em Maceió por causa de uma queda de energia no último final de semana. Do total recolhido, 1.450 são doses de vacinas contra a influenza A (H1N1) e 2.770, de paralisia infantil, cuja campanha de imunização de crianças até 5 anos começa neste sábado, 12, em todo o País.

 

As oscilações na rede elétrica prejudicaram a refrigeração das vacinas em dez postos de saúde. Essas vacinas foram descartadas e enviadas para análise do Ministério da Saúde. Alguns bairros ficaram mais de 12 horas sem luz. Um dos possíveis motivos para o blecaute é a forte chuva que atingiu a capital alagoana nos últimos dias.

 

A diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Alagoas, Cleide Moreira, informou que a vacinação contra o vírus Influenza H1N1 foi interrompida na capital e será retomada nesta quarta-feira, 9. O foco são adultos saudáveis de 30 a 39 anos. Até o momento, 102 mil adultos desse grupo foram vacinados em Maceió - número abaixo da cobertura mínima de 80%.

 

A diretora garantiu que a campanha contra a poliomielite não será prejudicada por causa do descarte das vacinas, uma vez que os postos de saúde têm doses extras. A meta é imunizar mais de 380 mil crianças em todo o Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.