Alemanha terá pílula contra ejaculação precoce em junho

Medicamento chamado de Priligy, é composto principalmente por substância de combate à depressão

Efe,

20 Maio 2009 | 17h50

Os alemães poderão comprar, a partir de junho, uma pílula contra ejaculação precoce capaz de fazer a duração de um relação sexual dobrar ou até triplicar.

 

O laboratório farmacêutico Janssen-Cilag anunciou hoje o lançamento do medicamento, que foi testado por mais de 6 mil homens e suas parceiras.

 

A pílula, que será comercializada na Alemanha com o nome de Priligy, é composta principalmente pela substância Dapoxetin, criada para combater depressão.

 

Nos primeiros testes, ficou comprovado que o medicamento não surtia os efeitos esperados em pessoas deprimidas. Mas os cientistas descobriram que a substância ajudava a prolongar o tempo de ereção e frear a ejaculação precoce.

 

Segundo a empresa, 20% dos homens sofrem alguma disfunção que precipita a ereção e faz com que a ejaculação aconteça durante o primeiro minuto de penetração ou até antes do início da relação sexual.

Mais conteúdo sobre:
saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.