Arquivo/AE
Arquivo/AE

Alimentos de origem animal têm índice de contaminantes baixo no Brasil

Segundo pesquisa, cerca de 99,78% dos produtos estão dentro dos padrões recomendados

Agência Brasil,

09 de abril de 2012 | 19h46

Carnes, leite, ovos e pescados consumidos no Brasil estão quase em sua totalidade livres de contaminantes, de acordo com informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O índice dos alimentos de origem animal livres de resíduos veterinários ou químicos chega a 99,78%. O resultado é semelhante ao registrado em 2010, 99,83%.

O principal problema encontrado foi o alto índice de detecção de arsênio em pescado de captura (cuja pescaria ocorre em alto mar), diagnosticado em 18 casos. Do total de 19.267 analises feitas em 2011, apenas 0,22% dos alimentos de origem animal apresentou resultados fora dos padrões recomendados pelo Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes (PNCRC/Animal).

 

Por meio de analises feitas pelos Laboratórios Nacionais Agropecuários (Lanagro), o ministério monitora a quantidade de resíduos químicos, como antimicrobianos e vermífugos, em  alimentos de origem bovina, suína, equina, caprina e ovina. A mesma inspeção é realizada nas carnes de aves, nos ovos e nos pescados.

No total, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento conta com seis laboratórios - localizados no Rio Grande do Sul, em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, no Pará e em Pernambuco - para realizar o trabalho.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.