Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Apresentadora Ana Maria Braga revela que tem câncer no pulmão

Em seu programa na TV Globo, ela contou que doença foi descoberta em estágio inicial há três meses; médico diz que chance de cura é alta

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2015 | 13h21

SÃO PAULO - A apresentadora Ana Maria Braga, de 66 anos, revelou nesta segunda-feira, 14, em seu programa na TV Globo, que descobriu um câncer de pulmão em setembro deste ano. De acordo com a apresentadora, o tumor foi detectado em estágio inicial e retirado em uma cirurgia no mesmo mês do diagnóstico. Ex-fumante, a apresentadora afirmou que decidiu revelar a doença ao público para fazer um alerta sobre os riscos do cigarro.

“Neste ano tem acontecido algumas coisas na minha vida e uma delas me fez pensar que eu queria dividir com vocês. Quando aconteceu isso em setembro comigo, fiquei na dúvida de chegar aqui e contar, mas eu não estava em condições físicas para isso, estava mais debilitada. Preferi estar bem para poder falar com vocês como um alerta mesmo, para todo mundo que queira viver mais e com mais saúde. Eu fumei durante muitos anos, parei agora neste ano e numa circunstância terrível”, disse a apresentadora do Mais Você, ao revelar a doença.

Ana Maria contou que a doença só foi diagnosticada precocemente por pressão do companheiro dela, Bill, que a incentivou a fazer exames. “Eu tive a presença de um anjo da guarda na minha vida chamado Bill, que gosta muito de fazer ginástica e que me cobra muito. Comecei a fazer ginástica e ele disse que, para eu pegar mais pesado e ter um batimento cardíaco mais acelerado para poder render a ginástica, eu precisava fazer alguns exames. Ele tanto insistiu que eu marquei uma consulta para fazer o exame para ver se estava tudo bem”, contou.

A apresentadora passou por uma tomografia que encontrou um pequeno tumor, de seis milímetros. Ao ser informada da doença, Ana Maria disse que ficou abalada, principalmente por já ter tido outros dois tumores: de intestino e de pele. “Eu digo a vocês que ser anunciado pela terceira vez que você tem câncer, eu fiquei como que estatizada, mas é um risco que toda pessoa que fuma tem, e você acha que está imune”, disse ela.

A apresentadora recebeu em seu programa a equipe médica que conduz seu tratamento para alertar os espectadores sobre os riscos do cigarro e detalhar os tratamentos hoje disponíveis contra o câncer de pulmão. Integrante da equipe, o especialista Antonio Carlos Buzaid disse que a cura de Ana Maria é “próxima de 100%”, mas que nem todos os pacientes descobrem a doença no início.

“Eu podia estar até hoje sem saber que eu estava com problema no pulmão. O câncer de pulmão você não detecta, não tem dor, não tem nenhum sintoma e por isso que é tão difícil combatê-lo depois. Quando você vai se dar conta que está com muita falta de ar, que está com problema, já é tarde”, disse a apresentadora.

Mais conteúdo sobre:
ana maria braga câncer de pulmão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.