Reuters
Reuters

ANS suspende comercialização de 70 planos de saúde de 11 operadoras

Empresas foram punidas por desrespeito aos prazos máximos de atendimento e negativas indevidas de cobertura

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2015 | 19h15

RIO - A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspenderá a partir do dia 19 a comercialização de 70 planos de saúde de 11 operadoras. As empresas foram punidas por desrespeito aos prazos máximos de atendimento e negativas indevidas de cobertura. Esses planos têm 580 mil beneficiários. Há hoje no País 50,8 milhões de consumidores com planos de assistência médica e 21,4 milhões com planos exclusivamente odontológicos.

Entre as operadoras punidas estão a Allianz Saúde S/A (quatro planos), Unimed Paulistana (24 planos), Unimed-Rio (9 planos), Caixa Seguradora (2 planos), entre outras.

"A redução do número de operadoras com planos suspensos pode ser entendida como resultado de medidas importantes adotadas pela ANS no que diz respeito à relação entre a operadora e seu usuário: a mediação de conflitos e a suspensão de planos estão mudando o comportamento do setor e colaborando para a qualificação da assistência prestada", afirmou a diretora-presidente substituta da Agência, Martha Oliveira. 


Outros 43 planos de saúde, que estavam com a comercialização suspensa, foram reabilitados pela agência. Desde o início do programa de monitoramento, 1.043 planos de 143 operadoras já tiveram as vendas suspensas. Outros 890 planos voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento.

Mais conteúdo sobre:
ANSplano de saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.