Anvisa: 75% das prescrições de antibióticos estão erradas

Uma pesquisa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostrou que apenas 15% da população brasileira consome metade da produção farmacêutica. Mesmo quando há prescrição médica, há erros grandes: 50% dos medicamentos são prescritos ou usados inadequadamente e 75% das prescrições de antibióticos estão incorretas. A preocupação das autoridades sanitárias com o fenômeno do consumo sem critério de medicamentos se deve ao impacto nos indicadores de saúde pública. A ingestão excessiva ou indevida e as reações adversas aos medicamentos lideram o ranking nacional de intoxicação há sete anos. Profissionais de saúde de todo o País se reúnem a partir de hoje em Brasília para discutir o consumo indiscriminado de medicamentos. Eles participam do Seminário sobre Propaganda e Uso Racional de Medicamentos, promovido pela Anvisa e apoiado pelas Federações dos Médicos (Fenam) e dos Farmacêuticos (Fenafar). No encontro, serão consolidadas as propostas apresentadas nos encontros regionais, com o objetivo de formular um plano de ação nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.