Anvisa afirma que 86 foram infectados em navio que atracou no Rio

Primeiros casos sintomáticos foram registrados no dia 6 deste mês, quando o navio estava em escala em Valparaíso, no Chile

Priscila Trindade,

22 de novembro de 2011 | 19h08

 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que 86 pessoas - sendo 79 passageiros e sete tripulantes - apresentaram sintomas de gastroenterite durante a viagem do transatlântico de origem holandesa que atracou no píer da zona portuária do Rio na manhã desta terça-feira, 22.

Uma passageira de nacionalidade norte-americana que estava no navio morreu. A vítima pode ter morrido em decorrência de problemas cardiovasculares. O corpo da turista foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Rio. Após o laudo será possível identificar a causa da morte e se a PF abrirá ou não um inquérito sobre o caso.

Segundo a Anvisa, os primeiros casos sintomáticos de gastroenterite foram registrados no dia 6 deste mês, quando o navio estava em escala em Valparaíso, no Chile. Hoje existia somente um passageiro os sintomas a bordo.

A Anvisa informou que exige dos navios procedentes do exterior a notificação de suspeita ou confirmação da ocorrência de casos de doenças transmissíveis a bordo com antecedência mínima de 24 horas e máxima de 36 horas antes da previsão de chegada no primeiro porto brasileiro. A Anvisa ressaltou que a comunicação sobre os casos do navio de bandeira holandesa foi feita no prazo previsto.

Tudo o que sabemos sobre:
naviosurtoturistamortegastroenterite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.