REUTERS/Amanda Perobelli 12-01-2021
REUTERS/Amanda Perobelli 12-01-2021

Anvisa autoriza importação de 4 milhões de doses da Coronavac pelo governo de SP

Governo paulista anunciou a aquisição dos imunizantes como parte do esforço para antecipar o calendário de imunização do Estado. A meta é aplicar a 1ª dose em todos os paulistas com mais de 18 anos até 15 de setembro

Agência Brasil, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2021 | 21h49

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a importação, em caráter excepcional, de 4 milhões de doses da vacina contra a covid-19 Coronavac. A solicitação foi feita pelo governo de São Paulo para uso exclusivo no estado, sem passar pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde.

Nesta semana, o governo de São Paulo anunciou a aquisição dos imunizantes como parte do esforço para antecipar o calendário de imunização do estado. A meta é aplicar a 1ª dose em todos os paulistas com mais de 18 anos até 15 de setembro.  

A medida foi tomada a partir da permissão de importação direta por Estados prevista na resolução da Anvisa Nº 476 de 2021. A Coronavac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, tem autorização para uso emergencial no Brasil.

O quantitativo foi fechado para recebimento em duas remessas, uma de 2,7 milhões de doses e uma de 1,3 milhão. A decisão da agência autoriza novas remessas, desde que não haja alterações das condições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.