Anvisa cancela registro do antiinflamatório Prexige 100 mg

Os consumidores que estiverem fazendo uso do medicamento devem procurar seus médicos para a substituição

da Redação,

22 de julho de 2008 | 18h31

A apresentação de 100 mg do antiinflamatório Prexige teve seu registro cancelado em todo o País nesta terça-feira, 22, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A apresentação de 400 mg fica suspensa por 90 dias. A medida, de acordo com nota da Anvisa, é motivada pelas "incertezas a respeito da segurança hepática do medicamento", e acompanha as decisões dos principais órgãos internacionais reguladores do mercado de medicamentos.  Os consumidores que estiverem usando o do medicamento devem procurar seus médicos para que substituam o produto sem interromper o tratamento, aconselha a agência. Segundo a Anvisa, existem no mercado brasileiro alternativas, com perfil de eficácia e segurança mais bem definido.  No Brasil, esse antiinflamatório tem indicações aprovadas para tratamento de osteoartrite (um tipo de artrite), da dor aguda e da dismenorréia (cólica menstrual) primária. Estava disponível nas apresentações de 100mg (embalagens com 20 comprimidos) e 400mg (embalagens com 4 e 7 comprimidos). O medicamento já havia sido proibido no Estado de São Paulo, pelo órgão regulador estadual, na semana passada.

Tudo o que sabemos sobre:
prexigeanvisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.