REUTERS/Amanda Perobelli - 22/01/2021
REUTERS/Amanda Perobelli - 22/01/2021

Anvisa cobra novos dados sobre Coronavac em crianças; Butantan se diz 'surpreendido'

Laboratório alega já ter entregado os documentos na última semana e que não houve cobranças do órgão durante reunião entre as partes

Emílio Sant'Anna, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2021 | 21h43

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cobrou do Instituto Butantan nesta quarta-feira, 22, mais informações sobre dados "que precisam ser apresentados pelo laboratório" para a análise do pedido de uso da Coronavac na faixa de 3 a 17 anos. O Butantan porém, diz ter sido surpreendido por já ter enviado as informações na última semana. 

O pedido da Anvisa suspende a contagem do prazo de 30 dias que ela tem para avaliar o processo. Em nota, o Butantan afirma que "mais uma vez, foi surpreendido com informações vindas da imprensa" sobre a decisão da Anvisa.

Também afirma que, em reunião com o órgão e especialistas de sociedades médicas pediátricas, a agência não fez questionamentos. 

Segundo a Anvisa, o pedido foi feito após análise da área técnica sobre documentos enviados pelo Butantan no dia 15, além de questionamento de especialistas externos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.