Anvisa investiga morte de mulher que passou por área de risco

Mulher não era considerado caso suspeito da gripe suína, mas agência foi alertada por precaução, diz hospital

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

04 Maio 2009 | 14h14

Uma mulher que estava internada desde este domingo, 3, no Hospital Barra D'or, na zona oeste do Rio, morreu, na madrugada desta segunda-feira, 4, vítima de septicemia grave.

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde  

 

 

Segundo informações da assessoria do hospital, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras para realização de exames, que devem estar prontos e cerca de dois dias.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde do Rio, a paciente, de 50 anos, chegou dos Estados Unidos na última sexta-feira, 2, vinda de Michigan, e foi levada para o hospital, com febre, dor de cabeça e vômito.

 

O Hospital, de acordo com a Secretaria, decidiu informar à Anvisa e ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) como precaução.

 

 

De acordo com nota da Secretaria, a paciente que foi a óbito "não estava entre os pacientes do Estado do Rio de Janeiro com suspeita de ter o vírus Influenza A (H1N1), uma vez que o caso não preenchia os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde".

 

O Cievs, ainda de acordo com a nota, "esclarece ainda que o caso era acompanhado por precaução, embora não fosse considerado suspeito, em função da paciente ter estado em área considerada de risco para doença".  

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.