Anvisa proíbe comércio de luvas látex sem registro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, em todo o País, o comércio de luvas de látex para procedimentos modelos Supermax, Supermax Select, Supermax Premium, Aurélia e Aurélia Select. A Anvisa constatou que o produto, importado pela empresa Supermax Brasil Importadora S/A, de Curitiba, foi fabricado antes de a empresa obter o registro junto à Agência. Também foi suspenso o comércio e o uso de outros quatro produtos que não possuem registro no órgão. São o Elixir Paregórico Lafare, da empresa Laboratório Farmacêutico do Recife-Lafare Ltda., de Olinda (PE); Siprolav Clor S, fabricado por Maxclor Química Industrial de Materiais de Limpeza Ltda., de Ibiporã (PR); e os produtos Super AZ Max e Detergente Neutro Max produzidos pela empresa Sandet Química Ltda., de São José do Rio Preto (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.