Pixabay
Pixabay

Anvisa proíbe produto que promete aumentar volume de sêmen

Segundo agência, o Spermopower não possui registro e é fabricado por empresa desconhecida; responsáveis disseram que produto é livre de registro

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

21 Agosto 2017 | 11h33

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação, distribuição, comercialização e uso do Spermopower, que diz ser capaz de aumentar o "volume de sêmen, melhorar o desempenho sexual e fortalecer a ejaculação". A determinação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 21.

Segundo a Anvisa, o produto não possui registro, notificação ou cadastro na agência e é fabricado por empresa desconhecida. A agência proibiu ainda a divulgação do produto no site que o comercializa e solicitou que ele seja apreendido e inutilizado.

Os responsáveis pelo produto afirmaram que ele é livre de registro "conforme RDC 27/2010".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.