Anvisa proíbe venda de xarope e de bebida vendida como estimulante

Medidas se referem ao insumo farmacêutico Dextrometorfano, fabricado na Índia, e ao produto Tesão de Vaca

Agência Estado

04 de outubro de 2013 | 12h41

BRASÍLIA - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou proibições de comercialização do insumo farmacêutico ativo Dextrometorfano e de de todos os lotes do produto Tesão de Vaca, bebida vendida como estimulante. As decisões estão presentes na edição desta sexta-feira, 4, do Diário Oficial da União.

A Anvisa determinou a suspensão da importação, distribuição, comércio e uso do insumo farmacêutico ativo Dextrometorfano, fabricado pela empresa Konduskar Laboratories Private Limited, localizada em Kilhapur, na Índia. A medida se deve à ocorrência de eventos adversos graves em crianças após o consumo de xarope infantil com o princípio ativo Dextrometorfano importado do laboratório indiano e utilizado como matéria prima no medicamento fabricado no Paraguai e sem registro no Brasil.

Além disso, a agência alerta que a partir desta sexta-feira está proibida a distribuição e a comercialização, em todo o País, de todos os lotes do produto Tesão de Vaca, fabricado pela empresa K-Lab (Nilton Roancini Junio ME).  A bebida, segundo a Anvisa, não apresenta na rotulagem as advertências obrigatórias previstas na legislação sanitária, tais como a indicação das quantidades de cafeína e de taurina presentes na fórmula. Outra infração cometida pelo fabricante é apresentar como denominação de venda uma expressão que indica o produto como estimulante.

Tudo o que sabemos sobre:
Anvisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.