Anvisa suspende fabricação de produtos de 12 empresas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso de produtos de 12 empresas por não possuírem registro. Entre os produtos suspensos em São Paulo estão todos os lotes de Theracort 20 (Triancinolona Acetonida - 20mg/ml) da empresa Igefarma Laboratórios S/A, de São Bernardo do Campo, o produto Puri Verd da empresa Puriverd Indústria e Comércio Produtos Químicos Ltda, de Campinas, e todos os produtos de saúde fabricados pela empresa Qeel Química Especializada Erich Ltda. No Ceará, estão suspensos a Água Sanitária Talimpo, fabricado pela empresa Gláucia Maria de Rodrigues Barbosa, de Tabuleiro do Norte; a Água Sanitária Da Boa, fabricado pela empresa L. Cláudio Mapuranga da Frota, de Fortaleza; e a Água Sanitária Leal, fabricado pela empresa Antonio Oliveira Guimarães Bar, de Limoeiro do Norte. Nos demais Estados estão suspenso o Gel de Arnica Ultra Extra, da empresa Guilherme Xavier, de Belo Horizonte; todos os produtos cosméticos fabricados pela Jeová Industrial Ltda, de Belo Horizonte; e todos os produtos para a saúde fabricados ou distribuídos pela empresa AMS Comércio e Indústria de Equipamentos Médicos e Cirúrgicos Ltda, do Rio de Janeiro. O medicamento Dipirona Sódica 500mg/comprimido, fabricado pela empresa Ems S/A, de São Bernardo do Campo, foi suspenso por apresentar teor de dipirona acima do regulamentado pela Anvisa. A Anvisa interditou o medicamento Dipirona Sódica 20mg/ml, fabricado pela empresa Biosintética Farmacêutica Ltda, de Ribeirão Preto, pelo prazo de 90 dias a partir de sexta-feira.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2006 | 17h29

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.