Anvisa suspende propaganda de remédio considerada enganosa

Suspensão é válida para o impresso intitulado "A evolução no tratamento fúngico", que promove o Abelcet

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

07 Outubro 2009 | 10h03

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta terça-feira, 6, em todo o País, a propaganda do medicamento Abelcet, da empresa Laboratórios Bagó, considerada enganosa pelo órgão. O medicamento, sob prescrição médica, é indicado para o tratamento de doenças fúngicas.

 

A empresa está sujeita às penalidades da lei 6437/77, que prevê advertência, interdição do produto e do estabelecimento e pagamento de multas entre R$ 2 mil e R$ 1,5 milhão, entre outras punições.

 

Segundo a Anvisa, a suspensão é válida para o impresso intitulado "A evolução no tratamento fúngico", bem como de todas as outras que possibilitem interpretação falsa ou confusão em relação às formas de uso ou finalidades do medicamento. A distribuição do impresso foi detectada em um evento da área médica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.