Arquivo/AE
Arquivo/AE

Anvisa terá que regulamentar publicidade de substância usada em plásticos

Estudos associam a presença dessa substância no organismo ao desenvolvimento de doenças nos sistemas reprodutivo e nervoso

Priscila Trindade, Central de Notícias

07 Abril 2011 | 11h35

SÃO PAULO - O juiz federal substituto Eurico Zecchin Maiolino, da 13ª Vara Federal Cível em São Paulo, determinou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamente, no prazo de 40 dias, a publicidade da substância Bisfenol A (BPA) nas embalagens de seus produtos.

 

Veja também:

linkAção pede que Anvisa obrigue fabricante a informar sobre Bisfenol-A

link Bisfenol pode prejudicar qualidade do esperma

link UE vai banir bisfenol de mamadeiras; no Brasil, médicos se mobilizam

 

Com a medida, os fabricantes em todo território nacional serão obrigados a informar, de forma adequada e ostensiva, a presença da substância química utilizada na fabricação de plásticos como o PVC, que compõem as embalagens de diversos produtos, como as mamadeiras.

 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), autor da ação, dados científicos comprovam o potencial nocivo do Bisfenol à saúde. Estudos associam a presença dessa substância no organismo ao desenvolvimento de doenças nos sistemas reprodutivo e nervoso.

 

Em sua decisão, Eurico Zecchin afirmou que a população deve ser amplamente cientificada sobre os possíveis efeitos nocivos do BPA à saúde. O magistrado estipulou multa de R$ 20 mil em caso de descumprimento da decisão no prazo determinado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.