Anvisa vai adotar medidas para impedir entrada do H5N1 no País

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um cronograma de ação para evitar a entrada do H5N1 no País, pelo menos por meio dos aeroportos. Em até 90 dias, será instituída a Declaração Única do Viajante, uma ficha cadastral para quem chegar de lugares de risco. O formulário deve ser preenchido com nome do passageiro, telefone, origem e destino do vôo, escalas e número do assento ocupado. ?As fichas vão agilizar a localização da pessoa contaminada e de quem manteve contato com ela?, afirma Paulo Nunes, gerente da Anvisa. Para evitar filas, como ocorreu em 2003, na época da Sars, as fichas serão entregues durante os vôos. Em 15 dias, folhetos explicativos serão distribuídos nos aeroportos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.