Anvisa vai proibir bombinhas de asma com CFC

Nenhum medicamento produzido no País ou importado poderá conter a substância

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

28 de novembro de 2008 | 16h56

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai proibir a partir de 1º de janeiro de 2011 a produção e importação de bombinhas de asma com gás clorofluorcarbono (CFC). Nenhum medicamento produzido no País ou importado poderá conter a substância por conta da determinação da Anvisa, publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 26. A medida é válida para os produtos que utilizam gases propelentes do tipo clorofluorcarbonos, que abrangem as seguintes espécies químicas, isoladas ou em mistura: triclorofluormetano (CFC 11), diclorodifluormetano (CFC 12), diclorotetrafluoretano (CFC 14) e outros clorofuorcarbonos com potencial de destruição da camada de ozônio.  Os fabricantes desses medicamentos também deverão colocar, nas bulas e embalagens, o seguinte aviso: Este medicamento contém substâncias que agridem a camada de ozônio e por isso será substituído. procure seu médico para orientações. A advertência deve ser incluída até 31 de julho de 2009.  As empresas fabricantes deverão entrar com o pedido de adequação dos produtos na Anvisa até 31 de julho de 2010. A documentação terá prioridade de análise na Agência.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdeasmameio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.