Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Apenas 2% dos paulistas doam sangue, diz Secretaria de Saúde

Durante feriados como o carnaval, doações registram queda de 30% a 50% e comprometem centros cirúrgicos

estadao.com.br,

10 Fevereiro 2010 | 11h09

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde aponta que apenas 2% da população do Estado de São Paulo é doador de sangue. Contando com esta pequena colaboração para manter os bancos de sangue, a queda de doações durante os feriados e a necessidade de um estoque maior para atender a grande demanda gerada em épocas como o carnaval causam preocupação à secretaria.

Veja também:

linkNoivos britânicos pedem doação de sangue em vez de presentes 

 

"Não há substituto ao sangue humano, por isso é de extrema importância que as pessoas compareçam aos bancos. É um gesto simples, que pode salvar vidas", afirma o médico da Hemorrede do Estado de São Paulo, Frederico Carbone.

 

Durante os grandes feriados, a Secretaria de Saúde registra queda de 30% a 50% do estoque nos bancos de sangue. A falta de sangue nos hospitais pode impossibilitar a realização de cirurgias, alertam as autoridades.

 

Com a intenção de assegurar os estoques para o próximo feriado, a secretaria e os hemocentros promovem uma campanha para reforçar as doações no período pré-carnaval. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos pode doar sangue. O candidato deve estar bem alimentado e munido de documento original com foto. Não pode doar sangue quem teve hepatite após os 10 anos de idade, seja portador de hepatite B, hepatite C, Aids e usuários de drogas injetáveis.

 

Os interessados em doar sangue podem encontrar os endereços dos bancos de sangue em São Paulo acessando o site da Secretaria de Estado da Saúde.

Mais conteúdo sobre:
doação de sangue São Paulo carnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.