Renan Olaz/CMRJ/Divulgação
Renan Olaz/CMRJ/Divulgação

Apesar de Justiça manter regras de isolamento, Rio apresenta movimento intenso

Nesta terça-feira, 9, fluxo de pessoas foi grande na orla de praias

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2020 | 15h18

RIO - Apesar de a Justiça do Rio ter suspendido os decretos dos governos municipal e estadual que flexibilizaram as medidas de isolamento social, a capital fluminense apresentou movimentação intensa de pessoas nesta terça-feira, 9. Os principais pontos foram na orla e em região de comércio.

No fim da tarde de segunda-feira, o juiz Bruno Bodart, da 7ª Vara de Fazenda Pública da capital, determinou a suspensão dos decretos de flexibilização atendendo a ações civis públicas movidas pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). Ele ainda estabeleceu multa pessoal de R$ 50 mil ao governador Wilson Witzel (PSC) e ao prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), para o caso de não cumprirem a ordem. 

Apesar disso, o Rio teve grande movimentação de pessoas, principalmente na orla. O calçadão nas praias da zona sul registrou aglomeração. Teve até mesmo quem aproveitou a areia da praia - o decreto municipal já vedava isso. No mar, grupos de surfistas também foram vistos juntos.

No início da semana passada, Crivella havia autorizado a reabertura de lojas de móveis e decoração, além de concessionárias. A maioria delas funcionou nos últimos dias. Nesta terça, elas voltaram a fechar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.