Amanda Perobelli/ Reuters
Amanda Perobelli/ Reuters

Após cidades pausarem vacinação, ministério anuncia que vai entregar mais 104 mil doses da Coronavac

Atraso na chegada do imunizante do Butantan atrasou a aplicação da 2.ª dose em ao menos oito Estado, segundo levantamento do Estadão

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2021 | 21h23

Após atraso na entrega do novo lote da Coronavac prejudicar a aplicação da 2.ª dose da vacina em diferentes cidades brasileiras, o Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira, 28, que 104,8 mil doses do imunizante do Instituto Butantan serão distribuídas a partir de amanhã.

A Coronavac deve ser administrada com o intervalo de até 28 dias entre as duas doses, mas idosos de ao menos oito Estados já ultrapassaram esse prazo sem que a segunda dose fosse ofertada. De acordo com o Ministério da Saúde, as doses são destinadas para a vacinação justamente de idosos entre 60 e 64 anos, forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente da pandemia. Ainda, estão sendo enviadas vacinas adicionais para imunização de trabalhadores da saúde de Santa Catarina. 

Além do imunizante do Butantan, o governo federal informou que também serão distribuídos 5,1 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Todos os estados e o Distrito Federal vão receber as novas remessas em uma divisão proporcional.

Na nota, o Ministério da Saúde reforça a importância para todos tomarem a segunda dose da vacina, "mesmo que a aplicação ocorra fora do prazo recomendado pelo laboratório, para assegurar a proteção adequada contra a doença". 

Com o novo lote, o governo informou que já foram destinadas a todas as Unidades Federativas mais de 62,6 milhões de doses de imunizantes, com um alcance de aproximadamente 37,5 milhões de brasileiros. 

De acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal nesta quarta-feira, 28, o número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou a 30.740.811, o equivalente a 14,52% da população total. Nas últimas 24 horas, 481.336 pessoas receberam a vacina.

Entre os mais de 30 milhões de vacinados, 14.621.694 receberam a segunda dose, o que representa 6,90% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 631.911 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil aplicou 1.113.247 imunizantes nesta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.