Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Após cobranças sobre calendário, BH e DF iniciam vacinação na faixa dos 30 anos nesta semana

Capital mineira vai utilizar excedente de segundas doses para avançar calendário e Brasília ainda enfrenta ineficiência do sistema de agendamento

Vinicius Valfré e Aline Reskalla, especial para o Estadão

22 de julho de 2021 | 05h00

BRASÍLIA E BELO HORIZONTE - Cobrados pela demora no avanço de faixas etárias da campanha de vacinação contra a covid-19, os governos do Distrito Federal e de Belo Horizonte anunciaram o início da imunização na faixa dos trinta anos. Em outras cidades, como a capital paulista, moradores de 31 anos já podem vacinar nesta quinta-feira, 22. 

Com 67% da população alvo imunizada com a 1ª dose da vacina contra a covid, mas com só 25,28% do total de pessoas com a 2ª dose, a prefeitura de Belo Horizonte anunciou na tarde desta quarta-feira, 21, a ampliação da faixa etária da campanha para 36 a 39 anos. Na quinta-feira, 22, tomarão a primeira dose pessoas com 39 anos, e assim sucessivamente em ordem decrescente de idade.

A prefeitura informou que a ampliação foi possível após a entrega, pelo Estado, de 72.750 doses da vacina AstraZeneca, 58.590 doses da vacina da Pfizer e 22680 da CoronaVac. "As vacinas recebidas serão utilizadas para primeiras e segundas doses e representam cerca de 19% do quantitativo recebido pelo Estado", informou o órgão, em nota.

Com as novas remessas, BH voltará a vacinar com a 2ª dose da Coronavac o público de 52 anos. A prefeitura diz ainda que, desde maio, tem convocado a população para receber a 2ª dose pendente do imunizante, mas diante da ausência, passará a usar as vacinas para novos públicos.

"A prefeitura manteve, por dois meses, essas vacinas reservadas para a 2ª dose. Como não houve procura, vamos utilizá-las para imunizar outros grupos etários. Existe uma população muito ansiosa para receber a dose e não é justo adiar essa imunização, com vacinas em estoque", disse o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

Dessa forma, a prefeitura informou ainda que pessoas que perderam as datas para a aplicação da 2ª dose deverão esperar a chegada de novas remessas do Ministério da Saúde e nova convocação. A mesma regra valerá para o público que ainda for convocado para tomar a 2ª dose e não comparecer a um posto de vacinação no prazo de uma semana.

Em Brasília, sistema de agendamento foi ineficiente

Brasília vai começar a aplicar vacinas em pessoas com entre 37 e 49 anos somente a partir da próxima sexta-feira,, 23. Os critérios da distribuição de vacinas pelo governo de Ibaneis Rocha (MDB) são fortemente criticados por especialistas. Eles avaliam que área e população menores deveriam ter feito o Distrito Federal se destacar nas ações para imunização coletiva por meio de vacinas.

Na prática, o sistema de agendamento mostrou-se ineficiente, locais de vacinação foram distribuídos de maneira desigual e o Ministério Público precisou intervir para que o governo não priorizasse categorias que exercem pressão política, como os bancários. 

"A parte do agendamento foi crucial na lentidão do processo. Mas o ponto mais crítico foi que teve distribuição desigual da vacinação nas regiões", afirma a professora de imunização da UnB Anamélia Bocca.

Dados da Sala de Situação da universidade mostram que a imunização completa na região central do DF, mais nobre, chega aos 24%. Nas áreas periféricas, não passa de 8%. "É uma diferença muito gritante por conta de acessos a meios de comunicação, à internet para fazer o agendamento. As pessoas mais simples contam que o agendamento abria na hora em que elas estavam trabalhando", destacou Anamélia.

O governo local anunciou nesta quarta que vai ampliar de 54 para 100 o total de locais de vacinação no DF. Em nota, destacou que o ritmo da vacinação é compatível com a quantidade de doses que recebe e que identificou defasagem de 250 mil doses no volume enviado pelo ministério.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.