Google Street View
Google Street View

Após ‘grave falha técnica’, três pacientes morrem por falta de oxigênio em Santo André

Diagnosticadas com covid, vítimas estavam internadas na UTI do Ambulatório Médico de Especialidades; unidade é administrada pelo Estado e pela Fundação ABC

João Ker, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2021 | 19h04

Três pacientes internados no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Santo André morreram no início desta terça-feira, 1º, por falta de oxigênio na unidade. A informação foi revelada pela Band e confirmada pelo Estadão. As vítimas foram uma senhora de 81 anos e dois homens, ambos de 41, todas diagnosticadas com o coronavírus.

O AME de Santo André é administrado pelo governo do Estado e pela Fundação ABC. A prefeitura afirma que a falta de oxigênio se deu por uma "grave falha técnica" e que foi acionada para prestar auxílio por meio do Samu, mas o "pedido de apoio tardou e, ao chegar ao local, os pacientes já tinham vindo a óbito".

Em nota, a prefeitura de Santo André ressalta que o município se disponibilizou a transferir os pacientes à rede municipal de saúde e que "lamenta profundamente o ocorrido e se indigna que uma grave falha técnica tenha gerado consequências tão devastadoras". De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o problema da rede já foi corrigido, o abastecimento de oxigênio foi restabelecido na unidade e a transferência não foi necessária.

A Secretaria de Estado da Saúde informa ainda que determinou a "abertura de uma sindicância" na unidade e que "tomará as providências cabíveis".  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.