Yonhap/AP
Yonhap/AP

Após mentir sobre clonagem humana, pesquisador sul-coreano clona coiotes

Novo experimento do polêmico cientista Hwang Woo-souk foi realizado com o patrocínio do Governo de Gyeonggia; embriões foram introduzidos em fêmeas de cães comuns

Efe,

17 de outubro de 2011 | 08h45

SEUL - O polêmico cientista sul-coreano Hwang Woo-souk, que em 2005 enganou o mundo ao anunciar uma falsa clonagem de embriões humanos, conseguiu clonar oito coiotes, informou nesta segunda-feira, 17, o Governo da província de Gyeonggi, patrocinador de seu trabalho.

Há seis anos, o antigo professor de veterinária da Universidade de Seul foi centro de um escândalo científico ao falsificar parte dos resultados sobre a obtenção de células-tronco a partir de embriões humanos clonados.

Hwang reconheceu ter falsificado parte da pesquisa e foi condenado pelo mal uso de recursos públicos, caindo no esquecimento.

Agora o instituto em que Hwang trabalha garante que ele conseguiu clonar com sucesso oito coiotes, conhecidos como chacais americanos e em risco de extinção, transferindo pela primeira vez o núcleo de células somáticas da espécie para óvulos de um cachorro comum.

Os embriões foram introduzidos em fêmeas de cães que deram à luz aos filhotes de coiote, revelou o Governo de Gyeonggi.

Hwang e sua equipe trabalham ainda na clonagem de outra espécie de canídeo selvagem africano em risco de extinção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.