Após morte, Ribeirão Preto-SP faz mutirão contra dengue

Cidade do interior já registra 984 casos da doença; no ano passado, nove pessoas morreram

Brás Henrique - O Estado de S. Paulo,

18 Fevereiro 2011 | 16h58

RIBEIRÃO PRETO - Com 984 casos de dengue registrados neste ano, até quarta-feira, Ribeirão Preto faz amanhã o seu primeiro mutirão de combate à doença. Também na quarta-feira, o Instituto Adolfo Lutz confirmou a primeira morte por dengue na cidade e no Estado de São Paulo.

 

Veja também:

link Londrina-PR confirma primeira morte por dengue

link Garoto morre com suspeita de dengue em Manaus

A auxiliar de enfermagem Flávia Patrícia Quirino, de 36 anos, que morava no Alto do Ipiranga, morreu em 27 de janeiro. Um laboratório particular tinha confirmado a morte por dengue, mas a confirmação de um laboratório credenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) só ocorreu nesta semana.

No ano passado, Ribeirão Preto teve a sua pior epidemia de dengue, com 30.086 casos - nove pessoas morreram (cinco delas com o quadro hemorrágico). No mutirão de amanhã, os agentes do Centro de Controle de Vetores irão percorrer seis bairros (entre eles a Vila Tibério), com a meta de passar por 8,5 mil casas entre 8 e 13 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.