Após OMS declarar pandemia, ministro da Educação cogita antecipar férias escolares

Em vídeo publicado no Twitter, Abraham Weintraub disse que as instituições devem se preparar para medidas emergenciais pontuais e que cenário de contingência é a melhor solução

Renata Okumura - O Estado de S.Paulo

Ver mais

SÃO PAULO - Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar pandemia do novo coronavírus, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que as instituições de ensino precisam se planejar para algumas medidas emergenciais pontuais.

Segundo ele, neste momento, no Brasil, a prevenção é o mais importante. "Não há razão alguma para pânico, mas orientamos que as instituições de ensino se planejem para a possibilidade, ainda que futura, de algumas medidas emergenciais pontuais."

Continua após a publicidade

O ministro da Educação, Abraham Weintraub Foto: Dida Sampaio/Estadão

Em vídeo publicado no Twitter, nesta tarde de quarta-feira, 11, Weintraub cogitou a possibilidade de antecipar as férias escolares. Diante do cenário, as faculdades e institutos também são aconselhadas a organizar trabalho remoto dos seus funcionários. "(Vamos) deixar muito com os gestores a flexibilidade de adaptar e mandar sugestões (ao ministério), como mudar as férias. Pensem em um cenário de contingência. Esta é a melhor solução." 

"Por parte do Ministério da Saúde, nós já estamos nos preparando, sempre orientados pelo Ministério da Saúde, para que caso venha acontecer qualquer coisa, os danos sejam os menores possíveis. Uma cidade ou região que precise ter atenção mais especial para que tenhamos pronto um plano de aulas remotas", disse.

Ele destaca que as instituições também devem minimizar aglomerações e a realização de reuniões, simpósios e seminários.

"Por enquanto são poucos casos (no Brasil). E eu confio 100% no ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e no presidente Jair Bolsonaro para conduzir o Brasil por esta crise", afirmou o ministro. 

Coronavírus pelo mundo

1 | 21 No Vaticano, Papa Francisco cumprimenta com beijos e abraços os fiéis que o aguardam usando máscaras faciais, enquanto Itália confirma 11 mortes pelo coronavírus  Foto: EFE/EPA/MAURIZIO BRAMBATTI
2 | 21 Motorista de táxi dirige envolto em capa de plástico enquanto coronavírus se espalha pela China  Foto: Hector RETAMAL / AFP
3 | 21 Funcionários desinfetam interior de igreja católica em Seul, na Coreia do Sul, onde mais de 200 mil fiéis são testados por sintomas do coronavírus Foto: YONHAP / AFP
4 | 21 Agentes do governo iraniano desinfetam trens do metrô em Teerã, no Irã Foto: AP Photo/Ebrahim Noroozi
5 | 21 Foliões se divertem com fantasias de coronavírus durante o festival Mardi Grass, em Nova Orleans, nos EUA  Foto: Max Becherer/The Advocate via AP
6 | 21 Bolsa de Tóquio caiu 0,79% nesta quarta-feira, 26, refletindo efeitos do coronavírus, enquanto acionistas usam máscaras para fugir do vírus  Foto: EFE/EPA/KIMIMASA MAYAMA
7 | 21 Nas Filipinas, fiéis atendem missa com máscaras faciais  Foto: REUTERS/Eloisa Lopez
8 | 21 Agente de esquadrão emergencial anti-epidemias desinfetam carros de trem no distrito de Mangyongdae, na Coreia do Norte  Foto: AP Photo/Jon Chol Jin
9 | 21 Cidadãos da Indonésia chegam ao navio-hospital KRI Dr. Soeharso após serem evacuados de embarcação com suspeita de coronavírus  Foto: Indonesian National Armed Forces / Reuters
10 | 21 No Kuwait, crianças comemoram o Dia Nacional e Dia da Liberação com máscaras faciais, após governo local ter identificado nove pessoas infectadas pelo coronavírus  Foto: EFE/EPA/NOUFAL IBRAHIM
11 | 21 Na cidade de Herat, no Afeganistão, pessoas circulam com máscaras faciais após primeira pessoas infectada pelo coronavírus ter sido identificada no país  Foto: EFE/EPA/JALIL REZAYEE
12 | 21 No Japão, pessoas passeiam pelas ruas com máscaras faciais em meio às preparações do país para as Olimpíadas de 2020  Foto: REUTERS/Athit Perawongmetha
13 | 21 Na cidade de Gangelt, na Alemanha, creches e escolas estão fechadas após homem ter sido anunciado como o primeiro paciente positivo para o coronavírus no país  Foto: EFE/EPA/SASCHA STEINBACH
14 | 21 Policiais se protegem do coronavírus com máscaras durante expediente em área de turismo das Ilhas Canárias, na Espanha  Foto: AP Photo
15 | 21 Na Coreia do Norte, pessoas andam pelas ruas de Pyongyang com máscaras faciais  Foto: AP Photo/Jon Chol Jin
16 | 21 Escola católica é desinfetada por agentes do governo tailandês após estudante ter sido testado como positivo para o coronavírus  Foto: EFE/EPA/RUNGROJ YONGRIT
17 | 21 Estudantes universitários protestam contra epidemia do coronavírus na Tailândia  Foto: Mladen ANTONOV / AFP
18 | 21 Nas ruas de Milão, jovens ocupam praça enquanto usam máscaras faciais e número de mortes por coronavírus chega a 11 vítimas fatas no país  Foto: EFE/ Mourad Balti Touati
19 | 21 Em hospital do Paquistão, médicos e funcionários usam máscaras facuaus após confirmação de casos do coronavírus em países vizinhos como Afeganistão e Irã  Foto: EFE/EPA/JAMAL TARAKAI
20 | 21 Manifestantes de oposição ao governo protestam no Iraque usando máscaras faciais enquanto país confirmou primeira caso do coronavírus nesta semana 
21 | 21 Em Seul, na Coreia do Sul, ônibus são desinfetados para conter epidemia do coronavírus no país, onde 12 pessoas já morreram pela doença  Foto: EFE/EPA/JEON HEON-KYUN

No dia anterior, na terça-feira, 10, o ministro da Educação zombou da possibilidade da presidente da ONG Todos Pela Educação, Priscila Cruz, estar com a doença, também pelo Twitter.

Ele havia criticado a especialista em outras mensagens que falavam do evento. Priscila tem feito críticas a Weintraub e aos problemas na atual gestão. “A despeito de um MEC inoperante, a educação não ficou parada”, disse ela, na abertura do evento nesta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Após OMS declarar pandemia, ministro da Educação cogita antecipar férias escolares

Em vídeo publicado no Twitter, Abraham Weintraub disse que as instituições devem se preparar para medidas emergenciais pontuais e que cenário de contingência é a melhor solução

Renata Okumura - O Estado de S.Paulo

Ver mais

SÃO PAULO - Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar pandemia do novo coronavírus, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que as instituições de ensino precisam se planejar para algumas medidas emergenciais pontuais.

Segundo ele, neste momento, no Brasil, a prevenção é o mais importante. "Não há razão alguma para pânico, mas orientamos que as instituições de ensino se planejem para a possibilidade, ainda que futura, de algumas medidas emergenciais pontuais."

Continua após a publicidade

O ministro da Educação, Abraham Weintraub Foto: Dida Sampaio/Estadão

Em vídeo publicado no Twitter, nesta tarde de quarta-feira, 11, Weintraub cogitou a possibilidade de antecipar as férias escolares. Diante do cenário, as faculdades e institutos também são aconselhadas a organizar trabalho remoto dos seus funcionários. "(Vamos) deixar muito com os gestores a flexibilidade de adaptar e mandar sugestões (ao ministério), como mudar as férias. Pensem em um cenário de contingência. Esta é a melhor solução." 

"Por parte do Ministério da Saúde, nós já estamos nos preparando, sempre orientados pelo Ministério da Saúde, para que caso venha acontecer qualquer coisa, os danos sejam os menores possíveis. Uma cidade ou região que precise ter atenção mais especial para que tenhamos pronto um plano de aulas remotas", disse.

Ele destaca que as instituições também devem minimizar aglomerações e a realização de reuniões, simpósios e seminários.

"Por enquanto são poucos casos (no Brasil). E eu confio 100% no ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e no presidente Jair Bolsonaro para conduzir o Brasil por esta crise", afirmou o ministro. 

Coronavírus pelo mundo

1 | 21 No Vaticano, Papa Francisco cumprimenta com beijos e abraços os fiéis que o aguardam usando máscaras faciais, enquanto Itália confirma 11 mortes pelo coronavírus  Foto: EFE/EPA/MAURIZIO BRAMBATTI
2 | 21 Motorista de táxi dirige envolto em capa de plástico enquanto coronavírus se espalha pela China  Foto: Hector RETAMAL / AFP
3 | 21 Funcionários desinfetam interior de igreja católica em Seul, na Coreia do Sul, onde mais de 200 mil fiéis são testados por sintomas do coronavírus Foto: YONHAP / AFP
4 | 21 Agentes do governo iraniano desinfetam trens do metrô em Teerã, no Irã Foto: AP Photo/Ebrahim Noroozi
5 | 21 Foliões se divertem com fantasias de coronavírus durante o festival Mardi Grass, em Nova Orleans, nos EUA  Foto: Max Becherer/The Advocate via AP
6 | 21 Bolsa de Tóquio caiu 0,79% nesta quarta-feira, 26, refletindo efeitos do coronavírus, enquanto acionistas usam máscaras para fugir do vírus  Foto: EFE/EPA/KIMIMASA MAYAMA
7 | 21 Nas Filipinas, fiéis atendem missa com máscaras faciais  Foto: REUTERS/Eloisa Lopez
8 | 21 Agente de esquadrão emergencial anti-epidemias desinfetam carros de trem no distrito de Mangyongdae, na Coreia do Norte  Foto: AP Photo/Jon Chol Jin
9 | 21 Cidadãos da Indonésia chegam ao navio-hospital KRI Dr. Soeharso após serem evacuados de embarcação com suspeita de coronavírus  Foto: Indonesian National Armed Forces / Reuters
10 | 21 No Kuwait, crianças comemoram o Dia Nacional e Dia da Liberação com máscaras faciais, após governo local ter identificado nove pessoas infectadas pelo coronavírus  Foto: EFE/EPA/NOUFAL IBRAHIM
11 | 21 Na cidade de Herat, no Afeganistão, pessoas circulam com máscaras faciais após primeira pessoas infectada pelo coronavírus ter sido identificada no país  Foto: EFE/EPA/JALIL REZAYEE
12 | 21 No Japão, pessoas passeiam pelas ruas com máscaras faciais em meio às preparações do país para as Olimpíadas de 2020  Foto: REUTERS/Athit Perawongmetha
13 | 21 Na cidade de Gangelt, na Alemanha, creches e escolas estão fechadas após homem ter sido anunciado como o primeiro paciente positivo para o coronavírus no país  Foto: EFE/EPA/SASCHA STEINBACH
14 | 21 Policiais se protegem do coronavírus com máscaras durante expediente em área de turismo das Ilhas Canárias, na Espanha  Foto: AP Photo
15 | 21 Na Coreia do Norte, pessoas andam pelas ruas de Pyongyang com máscaras faciais  Foto: AP Photo/Jon Chol Jin
16 | 21 Escola católica é desinfetada por agentes do governo tailandês após estudante ter sido testado como positivo para o coronavírus  Foto: EFE/EPA/RUNGROJ YONGRIT
17 | 21 Estudantes universitários protestam contra epidemia do coronavírus na Tailândia  Foto: Mladen ANTONOV / AFP
18 | 21 Nas ruas de Milão, jovens ocupam praça enquanto usam máscaras faciais e número de mortes por coronavírus chega a 11 vítimas fatas no país  Foto: EFE/ Mourad Balti Touati
19 | 21 Em hospital do Paquistão, médicos e funcionários usam máscaras facuaus após confirmação de casos do coronavírus em países vizinhos como Afeganistão e Irã  Foto: EFE/EPA/JAMAL TARAKAI
20 | 21 Manifestantes de oposição ao governo protestam no Iraque usando máscaras faciais enquanto país confirmou primeira caso do coronavírus nesta semana 
21 | 21 Em Seul, na Coreia do Sul, ônibus são desinfetados para conter epidemia do coronavírus no país, onde 12 pessoas já morreram pela doença  Foto: EFE/EPA/JEON HEON-KYUN

No dia anterior, na terça-feira, 10, o ministro da Educação zombou da possibilidade da presidente da ONG Todos Pela Educação, Priscila Cruz, estar com a doença, também pelo Twitter.

Ele havia criticado a especialista em outras mensagens que falavam do evento. Priscila tem feito críticas a Weintraub e aos problemas na atual gestão. “A despeito de um MEC inoperante, a educação não ficou parada”, disse ela, na abertura do evento nesta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.