Após perda de satélite, Rússia suspende lançamento de foguetes

Suspensão permanecerá em vigor até que sejam esclarecidas as causas do fracasso do Express-AM4

Efe

23 Agosto 2011 | 10h32

 

MOSCOU - A agência espacial russa, Roscosmos, anunciou nesta terça-feira a suspensão do lançamento dos foguetes de carga Proton e dos blocos aceleradores Briz-M, após a frustrada operação que deveria colocar em órbita o satélite de telecomunicações Express-AM4.

 

A suspensão permanecerá em vigor "até que sejam esclarecidas as causas do fracasso da operação do satélite Express-AM4", diz um comunicado publicado no site da Roscosmos.

 

"Os especialistas continuam tentando estabelecer comunicação com o aparelho", acrescentou a agência espacial russa, que ainda não considera o satélite perdido.

 

O Express-AM4 - fruto da colaboração entre a companhia europeia Astrium e o Centro Khrunichev de produção aeroespacial da Rússia - foi lançado com sucesso no último dia 18, mas ficou situado fora da órbita prevista.

 

Com massa de 5.775 quilos e dotado de 57 "transponders" (dispositivos de telecomunicações), o satélite deveria assegurar a cobertura de telecomunicações do território russo e da Comunidade dos Estados Independentes, que agrupa 11 antigas repúblicas soviéticas.

 

O bloco acelerador é a última etapa de um foguete de carga - em geral, a quarta -, responsável por levar satélites da chamada órbita de apoio até sua localização prevista e por impulsionar aparelhos espaciais para fora do campo gravitacional da Terra.

Mais conteúdo sobre:
satélite Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.