Amel Emric/AP
Amel Emric/AP

Aproveite as festas de fim de ano sem comprometer a saúde

Tome cuidado com a combinação cardápios fartos regados a álcool e correria devido aos compromissos e acúmulo de tarefas. Valorize seu bem-estar

Wanise Martinez, Estadão.com.br,

22 de dezembro de 2011 | 16h00

É difícil resistir à maratona de festas, confraternizações e compras nesta época do ano. Para dar conta de tudo, vale até faltar à academia e encolher as noites de sono. Isso sem falar dos abusos à mesa. Faltou paciência e sobrou gula? Melhor rever os planos, alertam os médicos. Sua saúde agradece - afinal, a combinação cardápios fartos regados a álcool e correria é um verdadeiro atentado ao bem-estar.

A variedade de opções à mesa convida ao exagero. "Mas não culpe a comida", adianta a nutricionista Priscila Rosa, da Equilibrium Consultoria. "O grande vilão das festas é o comportamento da pessoa, que come tudo misturado e em grande quantidade, além de beber sem qualquer medida", explica.

O ideal, segundo a nutricionista, seria adotar menus mais saudáveis, contendo alimentos como verduras, folhas, legumes e frutas, além de carnes menos gordurosas e sem molhos fortes. "Existem diversas maneiras de adaptar o que é servido nessas festas. Dá para comer bem e não passar vontade", garante Priscila Rosa.

Se isso não for possível, não é necessário se privar de nada para curtir as festas. Apenas vá com calma e analise as opções antes de se servir. "Há sempre muita comida e as pessoas querem experimentar tudo de uma só vez", nota Priscila Rosa. "Recomendo deixar para comer alguns dos pratos no dia seguinte, porque geralmente sobra um pouco e pode ser guardado", ensina.

Em relação ao álcool, vale a máxima: beba com moderação. "Para evitar a ressaca do dia seguinte, não é bom misturar destilados com fermentados, como vodca e cerveja", orienta a nutricionista. "E não esqueça de beber muita água para evitar a desidratação".

Chumbo no estômago

Os exageros na hora de comer e beber levam a vários problemas. Entre os mais comuns estão o refluxo, a distensão abdominal e o excesso de gases, as cólicas com quadros de diarreia e os processos alérgicos e de intolerância a algum alimento. Para evitar passar mal, é recomendado não se deitar logo após comer.

 

"Faça primeiro uma caminhada para auxiliar na digestão", diz Vladimir Schraibman, gastroenterologista e cirurgião geral e do aparelho digestivo do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. "E no dia seguinte à comemoração, procure tomar um café da manhã mais leve", explica.

Pessoas que sofrem de gastrite e outras doenças estomacais tendem a piorar durante esse período. "Às vezes, a pessoa nem sabe que não pode consumir determinada comida, mas em uma festa quer comer de tudo e acaba passando mal", diz o gastroenterologista, recomendando que, caso a sensação ruim não passe, o ideal é procurar um médico o quanto antes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.