DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Araraquara tem a segunda morte por dengue do ano

Cidade do interior já acumula mais de 1.500 casos da doença

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

21 Abril 2015 | 17h10

SOROCABA – Em situação de epidemia há mais de um mês, a cidade de Araraquara, na região norte do Estado, registrou a segunda morte por dengue este ano. A vítima, a nutricionista Maria Clara Marques Gomes, de 50 anos, morreu na sexta-feira, 17, depois de ter sido internada na unidade de emergência do Hospital Beneficência Portuguesa com diagnóstico positivo para a doença. 

A causa da morte consta no atestado de óbito da paciente, mas não pode ser confirmada porque a família, abalada, não permitiu que o corpo fosse encaminhado para o serviço de verificação do óbito. A prefeitura vai pedir que amostras colhidas pelo hospital sejam enviadas ao Instituto Adolfo Lutz. No outro caso já confirmado, a vítima, um homem de 53 anos, morreu de complicações da doença no final de fevereiro. A cidade tem 1.586 casos de dengue confirmados este ano.


Campinas. Com 22,5 mil casos confirmados de dengue, a prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, inaugurou uma ala especial para pacientes com sintomas da doença, no Hospital Municipal Ouro Verde. O “dengário”, como é conhecida a nova unidade, tem capacidade para 300 atendimentos por dia. A ala será a 'porta de entrada' para os possíveis portadores de dengue, já que fará a triagem e o encaminhamento dos que precisam passar por hidratação ou atendimento mais especializado.

A cidade tem ainda 4,3 mil casos em investigação e já registrou quatro mortes confirmadas por dengue este ano. O município já dispõe de alas para receber pacientes com sintomas em outras unidades, mas estas não conseguem atender a toda a demanda. Soldados do Exército e agentes da Guarda Civil Municipal atuam no combate aos focos da doença.


 

Mais conteúdo sobre:
dengueinterior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.