Bernal Revert
Bernal Revert

Arcebispo de Bruxelas-Malinas diz em livro que aids é uma 'justiça imanente'

André-Joseph Leonard afirma que brincar com a natureza do amor pode causar tragédias

Efe

14 Outubro 2010 | 18h17

BRUXELAS - O arcebispo de Bruxelas-Malinas, André-Joseph Leonard, criou polêmica na Bélgica após a publicação de um livro que traz declarações de que a aids é "uma espécie de justiça imanente" (programada pelas leis da natureza).

Na obra, lançada na última quarta-feira, o arcebispo diz que a aids "não é uma justiça divina", mas "uma espécie de justiça imanente". Ele justifica sua declaração afirmando que brincar com a natureza do amor pode causar tragédias, e compara essa situação com as consequências ambientais do abuso de recursos naturais pelo homem.

A manifestação recebeu imediatamente as críticas de políticos belgas. Os comentários do arcebispo foram divulgados um mês após a apresentação de um relatório sobre casos de pedofilia no país por membros da Igreja Católica.

O porta-voz do arcebispo, Jürgen Mettepenningen, informou que, ao reler o trecho do livro, advertiu que essa expressão poderia ser mal interpretada, mas que Leonard "não a modificou, pois não poderia escrever algo diferente do que pensa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.