REUTERS
REUTERS

Argentina apresenta primeiro cavalo clonado da América Latina

A clonagem permite que animais castrados na juventude possam se reproduzir

EFE, EFE

19 Outubro 2010 | 18h53

O laboratório argentino Bio Suds anuncia ter obtido a primeira clonagem de um cavalo, a partir de células da pele do doador. O objeto é reproduzir animais usados em provas esportivas, como o polo e o hipismo. 

Veja também:

link Europa propõe vetar clone de gado em alimentos, mas libera para touradas

 

O clonem, chamado BS Ñandubay Bicentenario, nasceu em agosto, depois de mais de um ano de estudos. De acordo com seus criadores, goza de "perfeita saúde".

 

A clonagem permite que animais castrados na juventude, para ter maior rendimento esportivo, possam se reproduzir, disse Daniel Salamone, pesquisador da Faculdade de Agronomia da Universidade de Buenos Aires.

 

Criadores argentinos vinham recorrendo a empresas internacionais para obter clones de seus animais, acrescentou ele.

Mais conteúdo sobre:
clonagem argentina calavo hipismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.