Argentina preocupada com pandemia de dengue na América do Sul

Na primeira metade de 2009, a dengue afetou cerca de 50 mil pessoas e causou dez mortes na Argentina

EFE, EFE

04 Setembro 2010 | 12h23

O ministro da Saúde da Argentina, Juan Manzur, disse que está "preocupado" pela pandemia de dengue em países sul-americanos, que obriga a reforçar as medidas de prevenção da doença transmitida por mosquitos.

 

"Embora neste ano em nosso país o impacto tenha sido muito menor, a dengue está presente na região. Há dados que nos preocupam vindos do Brasil, Paraguai, Equador, Venezuela e Colômbia", apontou, em comunicado oficial.

 

Na primeira metade de 2009, a dengue afetou cerca de 50 mil pessoas e causou dez mortes na Argentina, na maior epidemia da doença registrada no país.

 

Este ano não houve nenhuma morte, mas foi preciso declarar alerta amarelo na província de Misiones, fronteira com o Paraguai, pelo surto no país vizinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.