Sérgio Castro|Estadão
Sérgio Castro|Estadão

Argentina registra 1ª morte de bebê com microcefalia relacionada ao zika

Criança morreu dez dias após o nascimento e era uma das quatro que estavam em observação após a província de Tucumán registrar 24 casos de contaminação

O Estado de S. Paulo

14 Novembro 2016 | 09h02

SÃO PAULO - A Argentina registrou no último sábado, 12, a primeira morte de um bebê com microcefalia relacionada com o vírus zika. Segundo as autoridades sanitárias do país, o caso ocorreu na província de Tucumán.

A criança morreu dez dias após o nascimento. "Uma vez que o bebê morreu, foram realizados estudos que resultaram que ele tinha a doença congênita por vírus zika", disse à imprensa local Jorge San Juan, diretor nacional de Epidemiologia.

Ainda segundo San Juan, o bebê era um dos quatro que estavam em observação quando a província teve 24 casos de zika.

O Brasil é o país mais afetado pelo vírus e registra 2.079 casos de bebês com microcefalia. Outros 3.077 estão sendo estudados. Até o momento, não há tratamento nem vacinas para realizar o combate ao vírus que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, também vetor da dengue e da chikungunya. /COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Mais conteúdo sobre:
ZikaMicrocefalia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.