Argentina tem transmissão de gripe suína de humano para porco

Granja onde infecção foi registrada é interditada; Doença no país vizinho contaminou 1.391 pessoas e matou 17

Efe,

25 Junho 2009 | 11h43

Japão confirma milésimo caso da gripe

BUENOS AIRES - As autoridades sanitárias argentinas detectaram a transmissão do vírus A H1N1, que provoca a crise suína, de humanos para porcos em uma granja na província de Buenos Aires, informaram nesta quinta-feira, 25, fontes oficiais. Segundo a imprensa local, é o primeiro caso do tipo desde o surgimento do vírus no México, em março. Até a quarta-feira, 21 pessoas morreram e 1.391 foram contaminadas pelo A H1N1 no país.

 

Veja também:

linkQuem vem da Argentina e Chile tem de fazer declaração

linkPaís reforça fiscalização da gripe

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

A cepa humana do vírus foi detectada em porcos pelo Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa). O Instituto está monitorando a evolução da doença nos animais. Os porcos estavam em uma granja na província de Buenos Aires e o vírus foi confirmado em análises laboratoriais.

"A partir da descoberta, o estabelecimento foi fechado", disse o presidente do órgão, Jorge Amaya. O Ministério da Saúde do país foi informado sobre o caso. O Senasa ressaltou que o consumo de carne de porco não causa a doença. No mundo todo, a gripe suína já contaminou 55,8 mil pessoas e provocou 238 mortes. No Brasil, são 334 casos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.