Nasa/Divulgação
Nasa/Divulgação

Astronauta terá que devolver à Nasa câmera que usou na Apollo 14

Advogado argumentou que a Nasa deu a câmara a Edgar Mitchell como presente; agência espacial afirma que equipamento era propriedade do gorverno

Efe,

31 de outubro de 2011 | 09h32

 MIAMI - O ex-astronauta Edgar Mitchell, que foi processado pela Nasa por tentar vender uma câmera de filmar que usou na Apollo 14 durante missão à Lua, chegou a um acordo com a Promotoria da Flórida. Mitchell concordou em renunciar a qualquer reivindicação sobre o aparelho e o devolverá à Nasa, que encaminhará o equipamento ao Museu Nacional do Espaço, em Washington.

 

As duas partes pagarão as despesas legais para encerrar o processo, embora o acordo alcançado só será assinado por um juiz nos próximos dias.

 

O astronauta tentou vender recentemente num leilão uma câmara usada na missão espacial da Apollo 14 à Lua em 1971. O equipamento era propriedade da Nasa, de acordo com essa instituição, que afirmou que ela nunca foi doada para Mitchell. "Todo o aparato usado durante as operações da Nasa permanece como propriedade da Nasa, a menos que explicitamente seja entregue a outra pessoa", afirma a agência no processo. O advogado do ex-astronauta, Donald Jacobson, argumentou que a Nasa deu a câmara a Mitchell como presente após quarenta anos da missão.

 

O equipamento, que seria leiloado pela casa Bonhams de Londres, foi avaliado entre US$ 60 mil e US$ 80 mil dólares. A casa de leilões, no entanto, suspendeu a venda até a conclusão do processo.

 

Mitchell foi o sexto astronauta a pisar na Lua. Em fevereiro, a Nasa celebrou o 40º aniversário do lançamento da Apollo 14, que deixou na memória a imagem do primeiro astronauta da história a jogar golfe na superfície lunar.

Tudo o que sabemos sobre:
nasaastronautaApollo 14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.