Nasa/JSC
Nasa/JSC

Astronauta veterano da Nasa passa para setor privado

Com o fim da era dos ônibus espaciais, empresas particulares contratam parte dos funcionários da Nasa

Efe

15 Julho 2011 | 10h28

Washington - O astronauta veterano Steve Lindsey, que tem mais de 1.500 horas de voo no espaço, vai sair da agência espacial americana para fazer parte da indústria aeroespacial, informou nesta quinta-feira a Nasa em nota oficial.

Lindsey, coronel aposentado da Força Aérea dos Estados Unidos, participou de cinco missões espaciais e foi chefe do departamento de astronautas de setembro de 2006 a outubro de 2009.

O programa das aeronaves chegou ao fim e a tripulação tem anunciado nos últimos meses os novos projetos pessoais. Como, por exemplo, o astronauta de origem mexicana José Hernández e Lindsey que tentarão a sorte no setor privado.

"Steve é líder nato e foi um grande exemplo entre os astronautas", assinalou em comunicado Peggy Whitson, chefe do escritório de astronautas em Houston.

"Sua personalidade tranquila e sua autoconfiança foram algo muito valioso não só para sua tripulação nas missões espaciais, como em nosso escritório", acrescentou Peggy, que afirmou que a próxima equipe que trabalhar com Lindsey será "privilegiada".

Como chefe do escritório de astronautas, Lindsey foi responsável pela seleção das tripulações e pelo treinamento, provas de voo e operações de apoio a programa de aeronaves e da Estação Espacial Internacional (ISS).

Lindsey comandou as missões STS-133 em fevereiro de 2011; STS-121 em 2006 e a STS-104 em 2001. Além disso, foi piloto na STS-95 em 1998 e na STS-87 em 1997.

Apresentou-se como candidato na Nasa em 1994 e passou a fazer parte do corpo de astronautas em 1996.

Mais conteúdo sobre:
Nasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.