Astronautas completam primeira fase de ampliação da ISS

Após o Discovery se separar da estação orbital, o módulo Harmony será levado até sua posição permanente

Carlos Orsi, estadao.com.br

26 de outubro de 2007 | 15h32

O astronautas  Scott Parazynski e Doug Wheelock realizaram uma atividade extraveicular de seis horas e quatorze minutos nesta sexta-feira, 26. Eles prepararam a instalação do módulo Harmony em uma doca provisória, ajustaram uma viga da estação e removeram e guardaram uma antena que voltará à Terra a bordo do Discovery.   A instalação do Harmony marca a primeira ampliação do volume habitável da Estação Espacial Internacional (ISS) desde 2001.    Quando as preparações feitas pelos astronautas terminaram, o Harmony, que pesa quase 16 toneladas e tem sete metros de comprimento, foi removido do compartimento de carga do ônibus espacial pelo braço robótico da ISS e instalado provisoriamente em uma doca do módulo americano Unity.   Após o Discovery se separar da estação orbital, o Harmony será levado até sua posição permanente, junto ao laboratório americano Destiny.   Neste local, o módulo italiano servirá de base para a instalação futura do módulo japonês Kibo e do módulo Colombo, da Agência Espacial Européia.   A missão do Discovery, sob o comando de Pamela Melroy, foi planejada para uma duração de 14 dias e inclui mais quatro caminhadas espaciais.   A instalação dos laboratórios Kibo e Colombo são cruciais para que a ISS atinja sua configuração final. As obras de construção da estação espacial ficaram paralisadas após o desastre do Columbia, em 2003, que forçou a suspensão temporária dos vôos de ônibus espaciais.   A Nasa agora trabalha sob um cronograma apertado, já que recebeu uma diretriz do presidente George W. Bush para encerrar as obras da ISS e aposentar a frota de ônibus espaciais até 2010. Em 2008, além de dar continuidade à construção da ISS, essas naves ainda terão de realizar uma missão de manutenção ao telescópio espacial Hubble.   (com Efe)

Tudo o que sabemos sobre:
issdiscoveryestação espacialnasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.