Astronautas concluem caminhada espacial da última missão do Atlantis

Entre as tarefas, astronautas retiraram uma bomba de amônia danificada da ISS

Efe

13 Julho 2011 | 10h02

Washington - Os astronautas Mike Fossum e Ron Garan, membros da tripulação que reside na Estação Espacial Internacional (ISS), concluíram nesta terça-feira o único dia de trabalhos externos programado para a última missão do ônibus espacial Atlantis.

A caminhada espacial começou às 10h22 (horário de Brasília) e se prolongou durante quase seis horas e meia, tal como estava previsto, tempo em que conseguiram completar todas as tarefas que tinham programadas, informou a Nasa - agência espacial americana.

Fossum e Garan transportaram ao compartimento de carga do Atlantis uma bomba de amoníaco do sistema de resfriamento da ISS danificada em julho de 2010. A peça será levada à Terra para que os cientistas estudem as causas da falha.

Posteriormente, ambos retiraram do Atlantis um mecanismo experimental para reabastecimento - mediante robôs - dos satélites em órbita e o instalaram na parte externa da estação.

Os dois astronautas, em seguida, transportaram um experimento de Materiais de Refletor Óptico, como parte do experimento de materiais da estação, que foi instalado na plataforma externa Carrier 2 durante a missão STS-134 do ônibus espacial Endeavour.

Entre as tarefas desta terça-feira, eles também introduziram um cabo do módulo russo Zarya. O cabo ficou preso em uma das escotilhas e os especialistas da Nasa temiam que ele pudesse interferir nas operações do braço robótico da ISS.

Por fim, os astronautas instalaram uma cobertura no extremo do adaptador de acoplamento pressurizado 3, que recebe uma grande quantidade de calor direto do Sol.

O especialista de missão Rex Walheim, membro da tripulação do Atlantis, comandou a operação da parte traseira da nave e coordenou as comunicações entre os astronautas e o Controle de Missão em Houston (EUA).

Já o piloto Doug Hurley e a especialista da missão Sandy Magnus operaram o braço robótico da estação, com uma longitude de mais de 17 metros, para ajudar os astronautas a se deslocarem.

Antes de sair, os astronautas permaneceram uma hora e meia no compartimento de ar Quest - que prepara o sistema sanguíneo dos tripulantes para prevenir problemas de descompressão - e realizaram 50 minutos de exercícios físicos.

A Nasa decidiu estender por mais um dia a última missão do ônibus espacial. Dessa forma, o Atlantis, com seus quatro tripulantes a bordo, deve retornar à Terra no dia 21 de julho, às 6h56 (de Brasília).

Mais conteúdo sobre:
AtlantisNasaISSespaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.