Astronautas da Discovery iniciam nova caminhada espacial

Astronautas devem permanecer fora da plataforma orbital por seis horas e meia

EFE

28 de outubro de 2007 | 10h57

Os astronautas Scott Parazynski e Daniel Tani, tripulantes do ônibus espacial "Discovery", iniciaram neste domingo, 29, a segunda das cinco caminhadas espaciais programadas para a atual missão da nave americana, acoplada desde a última quinta-feira à Estação Espacial Internacional (ISS).  Os dois astronautas saíram ao espaço e devem permanecer fora da plataforma orbital por seis horas e meia, comunicou o Centro de Controle de Vôos Espaciais da Rússia.  Entre outros trabalhos, Parzynski e Tani deverão transportar uma viga que suporta um grupo de painéis solares da estação, operação necessária para acrescentar novos laboratórios à ISS.  Na sexta-feira, 28, durante a primeira caminhada espacial, foi instalado na plataforma espacial o módulo pressurizado Harmony, de fabricação italiana.  O novo espaço habitável do laboratório orbital, com 14,3 toneladas, tem o tamanho de um ônibus, e servirá para conectar dois novos laboratórios, o japonês Kibo e o europeu Columbus, que serão enviados à ISS nos próximos meses.  Estes trabalhos dão prosseguimento à expansão da ISS, um projeto de US$ 100 bilhões, que conta com a participação de 16 nações e mantém tripulações em órbita de maneira permanente, em turnos de quatro a seis meses.  Esta missão do "Discovery", comandada pela ex-piloto da Força Aérea Pamela Melroy, foi planejada para durar duas semanas, e inclui um revezamento de pessoal na ISS, agora sob o comando da astronauta americana Peggy Whitson.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçodiscovery

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.