Nasa/Reuters
Nasa/Reuters

Astronautas do Atlantis falam sobre suas experiências em entrevista

Tripulação disse que não teve muito tempo para pensar sobre a importância desta missão

Efe

14 Julho 2011 | 10h59

Washington - Os quatro astronautas da nave Atlantis tiraram um intervalo na cansativa jornada de trabalhos desta quarta-feira para compartilhar suas experiências, em entrevista a mais de 380 quilômetros da Terra, durante a última missão da era dos ônibus espaciais à Estação Espacial Internacional (ISS).

O comandante Chris Ferguson, o piloto Doug Hurley e os especialistas Sandra Magnus e Rex Walheim concordam que, embora saibam que esta é uma viagem histórica, estão tão concentrados em cumprir todas as tarefas atribuídas que não têm muito tempo para pensar no significado da missão.

"Quando você está fazendo o trabalho diário, não consegue pensar nesses termos", declarou Magnus em entrevista divulgada pelo canal de televisão da Nasa, na qual disse que todos se sentem orgulhosos de participar desta missão.

"Estamos fazendo o melhor para deixar a estação na melhor forma quando formos embora", acrescentou o astronauta. "Não tivemos muito tempo livre ainda, mas estamos trabalhando muito duro para avançar nas tarefas. Quando tivermos nosso tempo livre, poderemos ter tempo de olhar pela janela", brincou Magnus.

Os quatro dedicaram a jornada desta quarta-feira para transportar os mais de 4,3 mil quilos de carga do módulo multifuncional Raffaello do Atlantis, que inclui peças de reposição, mas também roupas e alimentos para abastecer a tripulação permanente da ISS durante pelo menos um ano.

A tripulação tem ainda de carregar 2,5 mil quilos de artefatos e dispositivos armazenados na estação espacial para trazer de volta à Terra, como a bomba de amoníaco do sistema de ventilação danificada no ano passado, para que os especialistas da Nasa analisem o que causou a falha.

"Está sendo uma missão realmente atarefada", assinalou Hurley, coronel do corpo de infantaria da Marinha, que tem mais de 4 mil horas de voo em 25 tipos diferentes de aviões e está na segunda viagem ao espaço. "O trabalho nos mantém tão concentrados que buscamos não pensar neste grande evento".

Os astronautas reconheceram que sentem saudades dos familiares, mas estão aproveitando a missão. Todos levaram alguns objetos pessoais e alguns suvenires que viajaram ao espaço e voltarão à Terra no próximo dia 21 de julho.

Eles também pronunciaram palavras de agradecimento a seus companheiros de controle em Houston. "Fizeram um excelente trabalho em todos esses anos", destacou Hurley, segundo quem, após esta viagem, seu objetivo é "continuar trabalhando com a Nasa no próximo projeto do futuro".

Mais conteúdo sobre:
AtlantisNasaISSespaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.