Nasa/Divulgação
Nasa/Divulgação

Astronautas do Endeavour concluem manutenção em 2ª caminhada espacial

Drew Feustel e Mike Fincke ficaram sete horas e meia fora da ISS fazendo manutenção

Efe

22 Maio 2011 | 13h31

Washington - Os tripulantes do ônibus espacial Endeavour, que está na Estação Espacial Internacional (ISS) desde quarta-feira, concluíram neste domingo sem incidentes a segunda caminhada espacial de sua missão.

Veja também:

especial Tudo sobre a missão do Endeavour

blog Acompanhe a missão pelo Twitter

blog Os astronautas da Nasa no Twitter

mais imagens Galeria de fotos

Como informou a Nasa (agência espacial americana), Drew Feustel e Mike Fincke dedicaram sete horas e meia, uma a mais do que o previsto, para preencher com amoníaco os canos de refrigeração do complexo orbital e lubrificar os braços do robô Dextre, que ajuda os astronautas em empreitadas no espaço aberto.

Esta missão é de grande importância para garantir o bom funcionamento de Dextre, um robô de dois braços criado no Canadá.

Instalado em 2008, Dextre permitiu execução de trabalhos fora da nave sem a necessidade de os astronautas deixarem a estação. Além de lubrificar seus rotores, os astronautas limparam as câmeras acopladas ao robô.

Foi feita ainda a lubrificação de algumas do Solar "Alpha Rotary Joint", mecanismo que permite girar as grandes placas solares que fornecem energia à estação espacial.

A última missão da caminhada espacial, dirigida do interior do complexo pelo especialista Greg Chamitoff, foi instalar duas grandes vigas que servirão como ponto de ancoragem no futuro em caso de precisarem retirar ou substituir os radiadores externos.

Durante a missão de 16 dias, os astronautas do Endeavour têm previstos quatro de trabalho fora do complexo orbital.

O primeiro foi sexta-feira passada. O segundo neste domingo e os dois seguintes ocorrerão nesta quarta e sexta-feira.

A nave deixará a plataforma em 30 de maio, dando início ao retorno à Terra, da qual não voltará a sair, pois será retirada de circulação e ficará em exibição em um museu de Los Angeles (EUA).

O Endeavour foi construído depois do desastre da nave Challenger, que explodiu após o lançamento em janeiro de 1986, uma catástrofe que matou sete astronautas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.