Astronautas se arriscam para consertar estação

Dois astronautas flutuaram fora daEstação Espacial Internacional no sábado em uma arriscadacaminhada no espaço para o que pode ser um conserto decisivopara a finalização do observatório espacial de 100 bilhões dedólares. Scott Parazynski foi direcionado para o ponto mais distanteda estação para consertar um painel de energia solar que estavaquebrado, mas produzindo cerca de 100 Volts de energia e quepoderia dar um poderoso choque. "Vá lá fora e conserte aquela coisa para nós", disse acomandante Peggy Whitson, enquanto os homens deixavam a estaçãoa mais de 320 quilômetros acima da Terra. "Nós vamos", um dos astronautas respondeu. Com as condições atuais do painel, a Nasa afirmou nãoquerer levar adiante os planos de expansão para a finalizaçãodo observatório até 2010, quando a frota do ônibus espacialserá aposentada. O laboratório europeu Columbus deverá ser entregue peloônibus espacial Atlantis em dezembro, com atraso de cinco anos,e será seguido do complexo japonês Kibo de três partes, nopróximo ano. (Por Jeff Franks)

REUTERS

03 de novembro de 2007 | 13h22

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAASTRONAUTASCONSERTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.