Junichi Watanabe/Reprodução
Junichi Watanabe/Reprodução

Astrônomo amador japonês detecta novo impacto em Júpiter

Glenn Orton, da Nasa, sugere a criação de uma rede internacional de telescópios para monitorar Júpiter

estadão.com.br

23 de agosto de 2010 | 14h07

O astrônomo amador japonês Masayuki Tachikawa  registrou um breve brilho na atmosfera do planeta Júpiter na sexta-feira, 20 (sábado, 21, no horário japonês). Trata-se, provavelmente, do segundo impacto captado no planeta gigante neste ano, e o terceiro desde julho de 2009. 

 

A imagem do flash de luz foi repassada ao astrônomo Junichi Watanabe, do Observatório Astronômico Nacional do Japão, que a publicou na internet. Outra imagem, produzida de modo independente, foi obtida por Aoki Kazuo, de acordo com o Observing Blog da revista Sky and Telescope.

 

De acordo com o blog, Watanabe descartou a possibilidade de o brilho ter sido causado pela passagem de um satélite na linha de visão os telescópios usados.

 

A aparente grande frequência dos eventos de impacto no planeta gigante levaram o especialista Glenn Orton, da Nasa, a sugerir a criação de uma rede internacional de telescópios para monitorar Júpiter ininterruptamente.

Tudo o que sabemos sobre:
júpiterimpactoasteroidecometa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.