Aumenta para 452 total de casos de gripe suína no País

Em vários Estados do País, instituições suspendem atividades por suspeita ou confirmação de casos

25 Junho 2009 | 20h02

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira, 25, mais 53 casos de gripe A (H1N1), a gripe suína. A maioria dos novos pacientes, 31, é de São Paulo. O Rio Grande do Sul registrou 11 novos infectados, seguido por Minas Gerais e Rio de Janeiro, com 6 e 2, respectivamente. Ceará, Distrito Federal e Goiás registraram um caso cada um.

 

Veja também:

linkQuem vem da Argentina e Chile tem de fazer declaração

linkPaís reforça fiscalização da gripe

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

A pasta não revelou os prováveis locais onde essas pessoas contraíram o vírus. Agora, chega a 452 o total de contaminados. Há, ainda, 310 casos suspeitos. As amostras com secreções respiratórias desses pacientes estão em análise laboratorial.

A Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP), na zona oeste da capital, confirmou nesta quinta-feira, 25, que três alunos contraíram o vírus da gripe A(H1N1), a gripe suína. Eles são do 3º ano de Economia matutino e do 3º de Contabilidade noturno.

 

Mais cedo, a Faculdade Cásper Líbero, situada na Avenida Paulista, no Centro, decidiu antecipar o início das férias para esta quinta, 25, após ser notificada de que as duas alunas do curso de Jornalismo foram infectadas.

No Estado do Rio, o maior posto de saúde de Friburgo, município da região serrana fluminense, foi fechado depois que uma funcionária contraiu a gripe suína. O Centro de Saúde Sílvio Henrique Braune, que tem 150 funcionários e recebe duas mil pessoas por semana, ficará interditado até segunda-feira. Os atendimentos de emergência estão sendo transferidos para o Hospital Raul Sertã.

 

No Paraná, a Universidade Estadual de Londrina (UEL)  suspendeu, na manhã desta quinta-feira, 25, as aulas e todas as suas atividades administrativas. A universidade não tem casos confirmados da doença mas levou em consideração os casos monitorados e o fato de que uma estudante universitária da Unesp (que contraiu a gripe) teve contato direto com servidores e estudantes da UEL, no último dia 16 de junho.  

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.